Previsão de receita da Adobe decepciona investidores sedentos por crescimento

(Reuters) - A receita da Adobe Systems para o segundo trimestre e a previsão para a receita no ano apenas atingiram as estimativas dos analistas, decepcionando investidores que esperavam que a demanda pelo pacote de ferramentas de software Creative Cloud superasse as expectativas.

Nos últimos anos, a Adobe tem focado na venda de seus softwares por meio de assinaturas na internet, que garantem uma fonte de receita previsível e recorrente, ante a receita irregular recebida na venda de pacotes de licenças de softwares.

Embora isto tenha ajudado a receita da Adobe a crescer por nove trimestres consecutivos, o crescimento seria previsível daqui para frente, com a maioria dos clientes da empresa adotando o modelo de assinatura, disse o analista da Wunderlich Securities, Ryan MacDonald.

"As pessoas estavam esperando que superasse e aumentasse e o que tiveram foi uma projeção alinhada. Eu acho que isso está mais relacionado às expectativas", disse MacDonald, observando que a Adobe têm sido uma das ações de softwares de melhor desempenho.

Embora a Adobe, que em geral é conservadora em suas projeções, tenha dito que espera "atingir ou exceder" sua previsão para 2016, a empresa não elevou suas estimativas para a receita e o lucro no ano, como fez em março.

A receita da Adobe no segundo trimestre subiu 20,4 por cento, para 1,4 bilhão de dólares, com mais clientes assinando o Creative Cloud, que inclui os softwares Photoshop, Dreamweaver e Flash.

(Por Anya George Tharakan)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos