Líder norte-coreano diz que lançamento de míssil prova capacidade de atacar EUA no Pacífico

Por Jack Kim

SEUL (Reuters) - O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, disse, depois de supervisionar o teste de lançamento de um míssil de alcance intermediário, que agora seu país tem capacidade de atacar alvos dos Estados Unidos no Oceano Pacífico, noticiou a mídia oficial nesta quinta-feira.

Militares sul-coreanos e norte-americanos relataram o lançamento do que pareceram ser dois mísseis de alcance intermediário batizados de Musudan na quarta-feira. O primeiro deles foi considerado um fracasso.

    O segundo alcançou uma grande altitude na direção do Japão e caiu no mar a cerca de 400 quilômetros de distância, disseram.

    O disparo teve sucesso sem colocar em risco a segurança dos países vizinhos, afirmou a agência de notícias norte-coreana KCNA, referindo-se ao míssil como um "Hwasong-10" --Hwasong é Marte em coreano.

    "Temos a capacidade garantida para atacar os americanos no teatro de operações do Pacífico de forma abrangente e prática", disse Kim, segundo a  KCNA.

    O míssil, que é disparado de lançadores móveis, tem um alcance de mais de 3 mil quilômetros, o que significa que, em teoria, poderia alcançar qualquer parte do Japão e o território norte-americano de Guam.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos