Diálogo na Venezuela pode abrir caminho para ajuda internacional, diz autoridade dos EUA

WASHINGTON (Reuters) - O diálogo entre o governo da Venezuela e a oposição poderia oferecer uma plataforma a partir da qual eles pudessem pedir a ajuda da comunidade internacional, disse nesta sexta-feira Tom Shannon, sub-secretário de Estado para Assuntos Políticos dos Estados Unidos.

Shannon teve conversas com autoridades venezuelanas, incluindo o presidente Nicolás Maduro e figuras da oposição, em Caracas nesta semana em meio a uma intensa crise econômica no país sul-americano.

Durante a visita, Shannon também se encontrou com o ex-primeiro ministro da Espanha José Luis Rodríguez Zapatero. Ele, junto com os ex-presidentes Martín Torrijos, do Panamá, e Leonel Fernández, da República Dominicana, tentam viabilizar o diálogo entre o governo e a oposição.

Dadas as visões diametralmente opostas de cada um dos lados na Venezuela, negociações com a mediação internacional e fora de Caracas poderiam ajudar a lidar com as diferenças, afirmou Shannon.

"A esperança é que isso possa ser usado não somente para tratar das diferenças políticas, mas também para criar uma plataforma a partir da qual tanto o governo quanto a oposição pudessem pedir ajuda da comunidade internacional para lidar com algumas das crises muito significativas que a Venezuela enfrenta agora”, disse Shannon à imprensa.

"Cabe às duas partes determinarem se os facilitadores são ou não os corretos. A nossa visão neste momento é que eles são”, acrescentou Shannon, sem especificar o tipo de ajuda que a Venezuela poderia pedir.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos