Festas juninas levam Câmara a cancelar votações em plenário na próxima semana

BRASÍLIA (Reuters) - Diante da baixa probabilidade de alcançar um quórum adequado para tocar as votações por conta das festas juninas que mobilizam os parlamentares do Norte e Nordeste em suas bases, a Câmara dos Deputados cancelou as sessões deliberativas na próxima semana, informou a Secretaria-Geral da Mesa.

Além de impedir a deliberação de matérias que aguardavam votação, o cancelamento da ordem do dia também pode influenciar nos trabalhos das comissões, já que sem a necessidade de marcarem presença, os parlamentares podem se ausentar também das votações nesses colegiados.

Esse é o caso, por exemplo, do projeto que retira a obrigatoriedade de a Petrobras participar de no mínimo 30 por cento das explorações de campos do pré-sal.

A comissão especial que trata do tema está convocada para a terça-feira, ocasião em que deve ser formalizado um pedido de vistas do projeto, o que, em tese, seria um passo adiante na tramitação da proposta. Mas é necessário o quórum mínimo para o funcionamento da comissão.

Em comunicado divulgado à imprensa, a assessoria de imprensa da Presidência da Câmara afirmou que "apesar da excepcionalidade, serão realizadas durante toda a semana sessões não deliberativas de debates".

O comunicado sustenta ainda que "o funcionamento das comissões temáticas da Casa será normal" durante a semana.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos