Parlamentares trabalhistas britânicos buscam derrubar líder do partido

LONDRES (Reuters) - Dois membros do Partido Trabalhista, a principal legenda de oposição britânica, apresentaram nesta sexta-feira uma moção de não confiança sobre o líder Jeremy Corbyn, após o país decidir deixar a União Europeia em um referendo, contrariando a posição de Corbyn.

A moção, enviada pela parlamentar Margaret Hodge e apoiada pela colega Ann Coffey, pede um debate sobre a liderança de Corbyn entre os representantes parlamentares do partido em encontro na segunda-feira. Caso apoiada em uma votação secreta posterior, pode então gerar uma mudança de liderança.

Diversos membros do partido criticaram Corbyn, eleito líder no ano passado em uma onda de entusiasmo por suas posições de esquerda, por falhar em persuadir eleitores em votarem pela permanência.

Milhões deles votaram a favor da saída do bloco, muitos atraídos pelos argumentos sobre imigração da campanha de saída.

"Em um líder você precisa de alguém que possa comunicar uma mensagem e inspirar confiança nesta mensagem, e acho que ele falhou em ambos os aspectos durante a campanha do referendo, logo, não penso que ele deve ser o líder do partido", disse Coffey à Reuters.

"O que vimos ontem foram faixas de eleitores trabalhistas simplesmente não votando no Partido Trabalhista. Jeremy Corbyn não pôde se conectar com pessoas que precisávamos atrair", disse Hodge à Sky News.

(Reportagem de Kylie MacLellan e William James)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos