Exército do Iraque encurrala militantes do Estado Islâmico perto de Falluja

FALLUJA, Iraque (Reuters) - O Exército do Iraque se empenhou nesta segunda-feira em eliminar combatentes do Estado Islâmico abrigados em áreas de plantio a oeste de Falluja para impedi-los de lançar um contra-ataque na cidade um dia depois de o governo declarar vitória sobre os militantes na localidade.

Apoiada por ataques aéreos da coalizão liderada pelos Estados Unidos, a artilharia iraquiana bombardeou alvos enquanto tropas se aproximavam de até 150 insurgentes em áreas ao longo da margem sul do rio Eufrates, relatou um militar do Exército participando da operação.

A recaptura de Falluja, que fica uma hora de carro a oeste da capital Bagdá, foi parte de uma ofensiva governamental mais ampla contra o Estado Islâmico, que ocupou vastas porções de território do norte e do oeste do Iraque em 2014, mas agora está sendo repelido por uma variedade de forças.

Retomar Falluja deu ímpeto à campanha de reconquista de Mosul, segunda maior cidade iraquiana e a maior do auto-proclamado califado dos jihadistas. O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, prometeu reconquistar Mosul ainda este ano.

O coronel Ahmed al-Saidi, que participou do avanço desta segunda-feira, disse que as forças terrestres estão se movendo com cautela para evitar detonar bombas plantadas pelo Estado Islâmico na beira das estradas.

Os militantes entrincheirados "têm duas opções: ou se rendem ou são mortos. Queremos evitar que eles retomem fôlego e ataquem nossas forças com carros-bomba", disse ele.

(Por Thaier al-Sudani e Ahmed Rasheed)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos