Nacionalistas do País de Gales pressionam por independência após saída britânica da UE

LONDRES (Reuters) - O partido nacionalista do País de Gales vai intensificar a pressão por independência em resposta à decisão, na semana passada, de eleitores britânicos para deixar a União Europeia, disse o chefe do partido nesta segunda-feira. 

O comunicado do partido Plaid Cymru, que não governa Gales, acontece à medida que o governo pró-independência da Escócia disse que pode realizar outro referendo sobre a separação do país do Reino Unido a fim de permanecer na UE.

Na Irlanda do Norte, alguns políticos republicanos pediram por uma votação para unir a Irlanda com a província controlada pelo Reino Unido.

A líder do Plaid Cymru, Leanne Wood, disse que o resultado do referendo de quinta-feira para o Reino Unido havia “mudado tudo” para o partido.  

“Em toda probabilidade, com a votação da Escócia sobre sua permanência, o Reino Unido vai deixar de existir no futuro próximo. A Irlanda do Norte vai considerar seu futuro também”, disse ela em comunicado. 

“Gales não pode se tornar uma parte esquecida de uma entidade ‘Inglaterra e Gales’”, disse Wood.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos