Série de atentados suicidas deixam cinco mortos em vila cristã no Líbano

BEIRUTE (Reuters) - Oito atentados suicidas atingiram uma vila cristã libanesa nesta segunda-feira, matando cinco pessoas e ferindo dezenas mais, no mais recente episódio de violência da guerra civil da Síria que atinge o Líbano.

Forças de segurança disseram acreditar que o Estado Islâmico foi responsável pelos atentados na vila de Qaa, na fronteira do Líbano com a Síria, mas ninguém reivindicou imediatamente responsabilidade pelos ataques. 

A primeira onda de ataques envolveu quatro homens-bomba, que detonaram seus dispositivos durante a madrugada (horário local), matando cinco pessoas, todas elas civis. 

O primeiro agressor se explodiu após ser confrontado por um morador da área, com três outros detonando suas bombas um após o outro, à medida que pessoas chegavam à cena da primeira explosão. O Exército libanês disse que quatro soldados ficaram feridos. 

Uma segunda série de ataques, envolvendo pelo menos quatro outros homens-bomba, aconteceu durante a noite, à medida que os moradores preparavam funerais dos mortos anteriormente. Dois dos agressores se explodiram do lado de fora de uma igreja, segundo fontes de segurança. Ninguém morreu, mas médicos disseram que pelo menos 15 pessoas ficaram feridas.

“Está claro, pelo ritmo das explosões, que nós entramos em um episódio do inferno”, disse Wael Abu Faour, ministro da Saúde, à Reuters.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos