Ataque suicida em aeroporto de Istambul deixa 10 mortos e vários feridos

Por Daren Butler e Ayla Jean Yackley

ISTAMBUL (Reuters) - Dois homens-bomba abriram fogo antes de se explodirem na entrada do principal aeroporto internacional em Istambul, nesta terça-feira, matando pelo menos 10 pessoas e ferindo várias outras, disseram autoridades turcas e testemunhas.

A polícia disparou tiros para tentar conter os agressores antes que eles chegassem a uma checagem de segurança no terminal de chegadas do aeroporto Ataturk, mas eles se explodiram, segundo uma das autoridades.

Falando no Parlamento, o ministro da Justiça, Bekir Bozdag, disse com base em informações iniciais que só poderia confirmar um agressor. Ele afirmou que 10 pessoas foram mortas e cerca de 20 ficaram feridas.

"De acordo com informações que recebi, na entrada do terminal internacional do Aeroporto Ataturk um terrorista primeiro abriu fogo com um rifle Kalashnikov e depois se explodiu", declarou ele em comentários transmitidos pela CNN Turca.

De acordo com a agência estatal Anadolu, cerca de 60 pessoas se feriram, seis delas gravemente.

Ataturk é o maior aeroporto da Turquia e um grande centro de conexões para os viajantes internacionais. Imagens postadas nas redes sociais a partir do local mostraram pessoas feridas deitadas no chão dentro e fora de um dos terminais.

Imagens de televisão mostraram ambulâncias se dirigindo para o local. Uma testemunha disse à CNN Turca que o tiroteio foi ouvido do estacionamento do aeroporto. Táxis transportaram feridos, segundo a testemunha.

Autoridades interromperam a decolagem de voos regulares no aeroporto e os passageiros foram transferidos para hotéis, disse um funcionário da Turkish Airlines. Antes, um funcionário do aeroporto afirmou que alguns voos foram desviados.

A Turquia tem sofrido uma onda de atentados neste ano, incluindo dois ataques suicidas em áreas turísticas de Istambul atribuídos ao Estado Islâmico, e dois carros-bomba na capital, Ancara, que foram reivindicados por um grupo militante curdo.

No ataque mais recente, um carro-bomba destruiu um ônibus da polícia no centro de Istambul durante a hora do rush da manhã, matando 11 pessoas e ferindo outras 36 perto da principal área turística, uma grande universidade e o gabinete do prefeito.

A Turquia, que faz parte da coalizão liderada pelos Estados Unidos contra o Estado islâmico, também está lutando contra militantes curdos em seu sudeste de maioria curda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos