Ataque suicida em aeroporto de Istambul deixa 36 mortos; premiê turco acusa Estado Islâmico

Por Humeyra Pamuk e Daren Butler

ISTAMBUL (Reuters) - Três homens-bomba abriram fogo antes de se explodirem na entrada do principal aeroporto internacional em Istambul, nesta terça-feira, matando 36 pessoas e ferindo várias outras, informou o primeiro-ministro da Turquia, Binali Yildirim.

De acordo com o premiê, investigações apontam para a responsabilidade do Estado Islâmico.

A polícia disparou tiros para tentar conter os agressores antes que eles chegassem a uma checagem de segurança no terminal de chegadas do aeroporto Ataturk, o terceiro mais movimentado da Europa, mas eles se explodiram, segundo uma autoridade.

Várias testemunhas relataram duas explosões, mas o premiê turco afirmou que eram três homens-bomba e que todos eles atiraram antes das explosões, de acordo com investigações iniciais.

O presidente turco, Tayyip Erdogan, condenou fortemente os ataques, e testemunhas contaram sobre o caos no aeroporto.

"Houve uma grande explosão, extremamente alta. O teto caiu. Dentro do aeroporto estava terrível, não se podia reconhecê-lo, o dano é grande", declarou Ali Tekin, que estava na sala de desembarque à espera de uma pessoa quando o ataque ocorreu.

Não houve reivindicação imediata de responsabilidade pelo ataque, o último de uma série de atentados suicidas este ano, mas a agência de notícias Dogan informou que as indicações iniciais sugeriram que o Estado Islâmico pode ter sido responsável, citando fontes policiais.

O ataque tem algumas semelhanças com um ataque suicida realizado por militantes do Estado Islâmico no aeroporto de Bruxelas, em março, que matou 16 pessoas.

VOOS INTERROMPIDOS

Falando no Parlamento, o ministro da Justiça, Bekir Bozdag, disse com base em informações iniciais que só poderia confirmar um agressor. "De acordo com informações que recebi, na entrada do terminal internacional do Aeroporto Ataturk um terrorista primeiro abriu fogo com um rifle Kalashnikov e depois se explodiu", declarou ele em comentários transmitidos pela CNN Turca.

De acordo com a agência estatal Anadolu, seis pessoas se feriram gravemente.

Ataturk é o maior aeroporto da Turquia e um grande centro de conexões para os viajantes internacionais. Imagens postadas nas redes sociais a partir do local mostraram pessoas feridas deitadas no chão dentro e fora de um dos terminais.

Imagens de televisão mostraram ambulâncias se dirigindo para o local. Uma testemunha disse à CNN Turca que o tiroteio foi ouvido do estacionamento do aeroporto. Táxis transportaram feridos, segundo a testemunha.

Autoridades interromperam a decolagem de voos regulares no aeroporto e os passageiros foram transferidos para hotéis, disse um funcionário da Turkish Airlines. Antes, um funcionário do aeroporto afirmou que alguns voos foram desviados.

A Turquia tem sofrido uma onda de atentados neste ano, incluindo dois ataques suicidas em áreas turísticas de Istambul atribuídos ao Estado Islâmico, e dois carros-bomba na capital, Ancara, que foram reivindicados por um grupo militante curdo.

No ataque mais recente, um carro-bomba destruiu um ônibus da polícia no centro de Istambul durante a hora do rush da manhã, matando 11 pessoas e ferindo outras 36 perto da principal área turística, uma grande universidade e o gabinete do prefeito.

A Turquia, que faz parte da coalizão liderada pelos Estados Unidos contra o Estado islâmico, também está lutando contra militantes curdos em seu sudeste de maioria curda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos