Estado Islâmico força rebeldes da Síria a se retirarem de área de fronteira

Por Suleiman Al-Khalidi e Tom Perry

AMÃ/BEIRUTE (Reuters) - Rebeldes sírios apoiados pelos Estados Unidos foram repelidos dos arredores de uma cidade controlada pelo Estado Islâmico na fronteira com o Iraque e de uma base aérea próxima nesta quarta-feira depois que os jihadistas realizaram um contra-ataque, disseram duas fontes dos rebeldes.

O grupo insurgente Novo Exército da Síria havia lançado uma operação na terça-feira cuja meta era tomar a cidade de Al-Bukamal do Estado Islâmico.

    Uma das fontes relatou que os extremistas cercaram os rebeldes em uma emboscada surpresa. Eles sofreram baixas pesadas e armas foram apreendidas pelos jihadistas, disse a fonte.

    "As notícias não são boas. Posso dizer que nossas tropas foram surpreendidas e sofreram muitas baixas, vários combatentes foram capturados e até armas foram levadas", afirmou.

    O porta-voz do Novo Exército da Síria, Muzahem al Saloum, confirmou que os combatentes do grupo retrocederam. "Recuamos para o deserto circundante, e o primeiro estágio da campanha terminou", contou Saloum à Reuters.

    A operação visando a captura de Al-Bukamal pretendia aumentar a pressão sobre o Estado Islâmico, que enfrenta uma ofensiva separada com apoio dos EUA no norte da Síria cujo objetivo é afastar a facção radical da fronteira turca.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos