Investigadores recuperam dados de voo da EgyptAir; evidências sugerem fogo a bordo

No Cairo

Investigadores conseguiram baixar os dados do gravador de dados do voo MS804 da EgyptAir e se preparam para analisá-los e esclarecer o que causou a queda da aeronave, informou o comitê de investigação egípcio nesta quarta-feira.

O Airbus A320 da empresa aérea egípcia caiu no leste do Mar Mediterrâneo quando voava de Paris para o Cairo no dia 19 de maio, matando todas as 66 pessoas a bordo. A causa da queda continua desconhecida.

"Informações preliminares mostram que o voo todo foi registrado no Gravador de Dados de Voo (FDR, na sigla em inglês) desde a decolagem no aeroporto Charles de Gaulle até a gravação parar a uma altitude de 37 mil pés onde o acidente ocorreu", disse o comitê de Investigação de Acidentes de Avião egípcio em um comunicado.

"Os dados gravados estão mostrando consistência com mensagens do Acars sobre fumaça no lavatório e nos sistemas de voo", disse o comitê, em referência ao sistema de envio de informações entre a aeronave e as estações terrestres, que rotineiramente baixa dados de manutenção e de falhas para operador da aeronave.

O avião tinha enviado uma série de avisos indicando que fumaça tinha sido detectada a bordo através do sistema.

Os destroços recuperados da seção frontal do avião revelaram sinais de danos causados por temperaturas altas e fuligem, disse o comitê. O gravador de voz da cabine ainda está sendo consertado na França.

Equipes encontram 2ª caixa-preta de aeronave da EgyptAir

  •  

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos