Justiça do Rio aceita pedido de recuperação judicial da Oi

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O juiz da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, Fernando Viana, deferiu nesta quarta-feira o pedido de recuperação judicial do Grupo Oi, formado pelas empresas Oi, Telemar Norte Leste, Oi Móvel, Copart 4 e 5 Participações, Portugal Telecom e Oi Brasil, destacando a importância da empresa para a economia brasileira.

A Oi, quarta maior operadora de telefonia móvel do país, pediu proteção contra falência na semana passada e informou passivos de 65,4 bilhões de reais.

Em sua decisão, o juiz afirmou que a companhia "alcança um universo colossal de 70 milhões de clientes, empregando mais de 140 mil brasileiros, com milhares de fornecedores, e ainda gera recolhimento de volume bilionário de impostos aos cofres públicos”, informou o Tribunal de Justiça, em nota.

O juiz determinou que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) apresente em cinco dias uma relação de até cinco empresas administradoras judiciais, que será avaliada pela Justiça para nomeação do administrador judicial.

(Por Juliana Schincariol)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos