Ataque aéreo mata dois comandantes militares do Estado Islâmico, diz Pentágono

De Washington

  • Azad Lashkari - 29.mai.2016/Reuters

    No fim de maio, a coalizão liderada pelos EUA bombardeou uma vila a leste de Mosul

    No fim de maio, a coalizão liderada pelos EUA bombardeou uma vila a leste de Mosul

Um ataque aéreo da coalizão liderada pelos Estados Unidos matou o vice-ministro da guerra e um comandante militar do Estado Islâmico (EI) em Mosul no dia 25 de junho, disse uma autoridade do Pentágono nesta sexta-feira (1).

"A morte deles, juntamente com ataques contra outros líderes do Isil no mês passado, degradaram criticamente a liderança experiente do Isil em Mosul e retiraram dois de seus membros militares mais graduados do norte do Iraque", disse o porta-voz do Pentágono Peter Cook em um comunicado, usando uma sigla para o grupo radical que também é conhecido como EI, Isis e Daesh.

O ataque perto de Mosul matou Basim Muhammad Ahmad Sultan al-Bajari, vice-ministro da guerra, que supervisionou a captura de grupos militantes de Mosul em 2014, afirmou Cook.

O outro integrante do Estado Islâmico morto no ataque era Hatim Talib al-Hamduni, um comandante militar em Mossul, de acordo com o porta-voz do Pentágono.

Em junho, os militares do Iraque reivindicaram vitória em uma ofensiva apoiada pelos EUA contra forças do Estado Islâmico em Fallujah e definiram suas metas em uma ofensiva contra os jihadistas que detêm Mosul, a segunda maior cidade do Iraque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos