Líder da Al Qaeda alerta sobre "graves consequências" se agressor de Boston for executado

CAIRO (Reuters) - O líder da Al Qaeda, Ayman al-Zawahri, alertou os Estados Unidos das "mais graves consequências" se Dzhokhar Tsarnaev, um dos autores do ataque à Maratona de Boston, ou qualquer outro prisioneiro muçulmano for executado.

Tsarnaev, citado em um novo vídeo online de Zawahri, foi condenado no ano passado à morte por injeção letal pelo atentado de 2013, que matou três pessoas e deixou mais de 260 feridos.

"Se o governo dos EUA matar nosso irmão, o herói Dzhokhar Tsarnaev, ou qualquer muçulmano, isso... trará aos cidadãos da América as mais graves consequências", disse o líder.

Zawahri, que assumiu o comando da Al Qaeda depois que forças norte-americanas mataram Osama bin Laden em 2011, exortou os muçulmanos a tomar como reféns o máximo possível de ocidentais, especialmente aqueles cujos países se juntaram à "Campanha das Cruzadas liderada pelos Estados Unidos".

Nascido no Egito, o islâmico veterano disse que os reféns ocidentais poderiam ser trocados por prisioneiros muçulmanos.

O vídeo de quase uma hora de duração, que incluiu imagens de Tsarnaev, não deu indicação da localização de Zawahri, que se acreditar estar baseado perto da fronteira entre Afeganistão e Paquistão.

Tsarnaev realizou o ataque com bombas caseiras com seu irmão, Tamerlan, morto mais tarde em um confronto com a polícia. Nenhum grupo assumiu a autoria da agressão.

(Por Mostafa Hashem)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos