Secretária de Justiça dos EUA vai aceitar informações do FBI em investigação sobre Hillary

Por Julia Edwards e Adam DeRose

WASHINGTON (Reuters) - A secretária de Justiça dos Estados Unidos, Loretta Lynch, vai aceitar recomendações de procuradores de carreira e investigadores sobre acusar ou não a provável candidata presidencial democrata, Hillary Clinton, por uso de e-mail, disse uma autoridade do Departamento de Justiça nesta sexta-feira.

Loretta vai divulgar sua decisão posteriormente nesta sexta-feira em evento em Aspen, Colorado, onde falará às 12h (horário de Brasília), disse a autoridade.

"A secretária espera receber e aceitar as determinações e descobertas de procuradores de carreira do departamento e investigadores, assim como o diretor do FBI", disse a autoridade.

"Determinações de acusar ou não qualquer indivíduo, assim como as descobertas da investigação, serão feitas por procuradores de carreira e investigadores que estão lidando com esta questão desde a interceptação", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos