Ministro da Economia da Alemanha pede redução no número de comissários da União Europeia

BERLIM (Reuters) - O ministro da Economia da Alemanha, Sigmar Gabriel, pediu que o número de comissários da União Europeia seja cortado e que Bruxelas reconsidere a alocação de seu orçamento, pouco mais de uma semana depois de os britânicos votaram para deixar o bloco.

"Uma Europa em que 27 comissários querem provar seu mérito não faz sentido", disse ele em entrevista ao jornal Neue Osnabruecker Zeitung, publicada neste sábado.

A decisão dos eleitores britânicos em um referendo em 23 de junho pela saída da União Europeia abalou os mercados financeiros globais, injetou turbulência na política britânica e levantou preocupações sobre as perspectivas futuras para a UE.

Gabriel, que também é vice-chanceler da Alemanha, disse que o chamado Brexit não colocava a UE em risco e até mesmo levantou a possibilidade de o Reino Unido novamente se juntar ao bloco dentro de algumas décadas, especialmente porque os jovens votaram em sua maioria pela permanência.

"Precisamos ficar em contato com eles", afirmou. "Se queremos que os nossos filhos e netos ainda tenham uma voz no mundo, ela precisa ser uma voz europeia conjunta. Mesmo o Reino Unido ou Alemanha fortes não serão mais capazes de se fazer ouvir por conta própria."

(Por Michelle Martin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos