Na Escócia após referendo, rainha Elizabeth diz que manter a calma pode ser difícil

EDINBURGO (Reuters) - A rainha Elizabeth disse neste sábado aos parlamentares escoceses que manter a calma em um mundo de rápida mudança pode ser difícil.

Em discurso após abrir formalmente a quinta sessão do parlamento da Escócia, ela não mencionou a votação da semana passada pela saída do Reino Unido da União Europeia, resultado que agitou a Escócia e provocou apelos por um novo referendo pela independência.

"Todos nós vivemos e trabalhamos em um mundo cada vez mais complexo e exigente, onde os eventos podem e ocorrem em uma velocidade notável, e ter a habilidade de manter a calma e se recolher pode ser difícil", disse a monarca de 90 anos, cuja função demanda uma rigorosa imparcialidade pública em questões políticas.

"Como este parlamento demonstrou com sucesso ao longo dos anos, uma marca de liderança permite espaço suficiente para a contemplação silenciosa e de reflexão em um mundo rápido, permitindo uma consideração mais profunda e fria sobre como os desafios e oportunidades podem ser mais bem abordados”, acrescentou.

(Reportagem de Elisabeth O'Leary)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos