Principais candidatas britânicas discordam sobre urgência de saída da UE

LONDRES (Reuters) - As duas principais candidatas ao cargo de primeiro-ministro do Reino Unido discordaram neste domingo sobre quão rapidamente devem ser iniciadas as negociações de um plano para a saída dos britânicos da União Europeia.

Theresa May, secretária de Estado e partidária do voto pela permanência no referendo do dia 23 de junho, disse que o Reino Unido precisava ser claro sobre sua posição nas negociações e que ela não se apressaria a iniciar o processo formal de saída neste ano.

Andrea Leadsom, ministra-adjunta de Energia que surgiu nos primeiros dias da disputa em maio como forte rival entre os que apoiavam a saída do bloco, adotou um tom mais urgente, dizendo que o Reino Unido precisa "sair na frente e progredir".

Os britânicos optaram por 52 por cento dos votos pela saída do bloco ao qual se juntaram em 1973, derrotando uma campanha liderada pelo primeiro-ministro David Cameron, que na manhã seguinte disse que iria renunciar devido ao resultado.

Cinco candidatos competem para suceder Cameron nos cargos de líder do Partido Conservador e de primeiro-ministro, número que será reduzido a dois pelos parlamentares do partido durante o verão europeu, antes de o partido escolher o vencedor em 9 de setembro.

Neste domingo, a mídia britânica sugeriu que alguns parlamentares conservadores que apoiam May tentam persuadir Leadsom e outros candidatos a desistirem para que a candidata possa se instalar em Downing Street rapidamente e trazer de volta a estabilidade, além de iniciar as negociações para a saída da UE.

Líderes da UE têm pressionado o Reino Unido a apressar o início de seu processo de saída e assim evitar um período prolongado de incertezas, considerado desestabilizador para os outros 27 Estados-membros.

Uma vez iniciado o processo, começa uma contagem de até dois anos para um acordo sobre os termos da saída da UE.

(Por Estelle Shirbon e Paul Sandle; reportagem adicional de Michael Holden)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos