Família de Mandela se irrita por uso de voz do ex-presidente pela oposição em campanha

JOHANESBURGO (Reuters) - A família do ex-líder sul-africano Nelson Mandela está furioso com a utilização de uma gravação do ex-presidente pelo principal partido da oposição na campanha eleitoral para governos locais, marcadas para o mês que vem.

Em uma propaganda de campanha, divulgada pela Aliança Democrática (AD) no Youtube no fim de semana, uma jovem entra em uma cabine de votação enquanto a voz de Mandela é ouvida pedindo por justiça, paz, trabalho e pão. A mulher então faz uma marca na cédula perto da logomarca da AD.

"A AD está fazendo isso beneficiar um partido do qual Mandela não era membro", disse Mandla Mandela, neto do ex-presidente e membro do partido governista Congresso Nacional Africano (CNA) no Parlamento, à emissora ANN7.

O CNA, que teve Mandela como membro de longa data e líder, está no poder desde o fim do apartheid em 1994. Mas o partido enfrenta um duro desafio nas eleições locais desde 3 de agosto.

A AD espera capitalizar em cima da fraca performance econômica e de acusações de corrupção contra o CNA.

Em resposta às críticas da família de Mandela, a AD defendeu o uso das palavras do ex-líder sul-africano. "Este grande homem defendia uma África do Sul não-racial, disse a porta-voz da AD Refiloe Nt’sekhe. "A AD é o único partido capaz de levar a África do Sul para o futuro não-racial de que precisa. Dizer que Mandela não pertence a todos os sul-africanos é atroz."

(Reportagem de Pete Vernon)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos