Obama se junta à campanha de Hillary Clinton na Carolina do Norte

Por Jeff Mason

CHARLOTTE, EUA (Reuters) - Depois de meses sem se envolver na campanha, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, se juntou à provável candidata presidencial democrata, Hillary Clinton, nas atividades eleitorais dela nesta terça-feira, num comício em que pediu aos eleitores para escolherem a sua ex-secretária de Estado para sucedê-lo na Casa Branca.

"Eu estou aqui hoje porque eu acredito em Hillary Clinton, e eu quero que vocês ajudem a elegê-la a próxima presidente dos Estados Unidos da América”, disse Obama num comício em Charlotte, na Carolina do Norte, no que provavelmente foi a primeira de muitas viagens para apoiar a sua adversária nas primárias de 2008.

Obama está devolvendo o favor depois que Hillary o apoiou em 2008. Neste ano, ele esperou enquanto ela disputava a indicação do partido com o senador Bernie Sanders antes de endossá-la no mês passada, quando ela se tornou a nomeada em potencial dos democratas.

A viagem de Hillary com Obama se deu no mesmo dia em que James Comey, diretor do FBI, declarou que a agência não recomendará que a candidata seja formalmente acusada pelo uso de um servidor de e-mail pessoal quando secretária de Estado.

Josh Earnest, porta-voz da Casa Branca, afirmou que Obama não foi notificado antecipadamente a respeito do anúncio de Comey e disse que o presidente não discutiria a investigação do FBI com Hillary.

Receba notícias do UOL. É grátis!

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos