Serra sugere adiar troca de presidência do Mercosul para Venezuela

MONTEVIDÉU (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores, José Serra, propôs nesta terça-feira adiar a troca na presidência do Mercosul e que a Venezuela assuma o posto em agosto, desde que o país demonstre que cumpriu com os compromissos de ingresso no bloco.

Serra se reuniu com o chanceler uruguaio, Rodolfo Nin Novoa, em Montevidéu, e ambos trataram do assunto que tem dividido os países-membros. Brasil e Paraguai resistem a passar a presidência do Mercosul para a Venezuela, como prevê o sistema de rotação, devido a crise política e econômica que atravessa o país. O Uruguai, por sua vez, defende que a transferência da presidência deve ser feita pois é isso que determina a regra.

Em entrevista coletiva em Montevidéu, Serra propôs "aguardar até agosto" para que "se cumpram as exigências (comerciais) prometidas pela Venezuela" quando ingressou no bloco em 2012 que, segundo o ministro, não foram completadas.

Está prevista uma reunião dos chanceleres dos países-membros do Mercosul na segunda-feira em Montevidéu para tratar do assunto e definir a transferência da presidência do Uruguai para a Venezuela, uma troca que, pela regra, deve ocorrer a cada seis meses. Por ora, está descartada uma reunião de cúpula dos chefes de Estado.

(Reportagem de Malena Castaldi)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos