Juiz rejeita mais recente tentativa de Cosby para se livrar de acusação de agressão sexual

NORRISTOWN, EUA (Reuters) - Um juiz da Pensilvânia, nos Estados Unidos, rejeitou nesta quinta-feira a mais recente tentativa de Bill Cosby para ter as acusações de agressão sexual contra ele descartadas, decidindo que o comediante de 78 anos deve enfrentar um julgamento por conta do caso.

O juiz Steven O'Neill rejeitou os argumentos de Cosby de que promotores violaram os seus direitos ao se recusarem a convocar a acusadora, Andrea Constand, como testemunha numa sessão de depoimentos preliminar em maio, a protegendo dessa maneira de um interrogatório.

"Esse caso deve prosseguir para julgamento nessas bases”, afirmou O’Neill no final da sessão de três horas na corte do condado de Montgomery.

Cosby, que já foi um dos artistas mais queridos dos Estados Unidos graças a seus papéis de pessoa ligada à família, enfrenta acusações de agressão sexual de dezenas de mulheres, abusos que viriam de décadas.

(Por Joseph Ax)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos