Estatais chinesas de aço e carvão vão cortar capacidade em 10% em 2 anos, diz regulador

XANGAI (Reuters) - Siderúrgicas e produtoras de carvão estatais da China vão cortar capacidade em cerca de 10 por cento nos próximos dois anos e em 15 por cento até 2020, como parte do esforço para reduzir o excesso de oferta nos setores, afirmou um órgão regulador do país nesta sexta-feira.

A Comissão de Administração e Supervisão de Ativos do Estado informou que teve reunião com 25 produtores de carvão e aço no final de junho.

As empresas administradas pela comissão incluem o maior produtor de carvão da China, o Shenhua Group, bem como a Baosteel e a Wuhan Iron and Steel, que recentemente anunciaram planos de reestruturação.

A China tem como objetivo reduzir em 100 milhões a 150 milhões de toneladas de capacidade anual de aço e 500 milhões de toneladas de capacidade de carvão nos próximos três a cinco anos, em meio à desaceleração da demanda doméstica e queda nos preços.

(Por David Stanway)

Receba notícias do UOL. É grátis!

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos