Apesar de desgaste, Otan se compromete a financiar forças do Afeganistão até 2020

VARSÓVIA (Reuters) - Aliados da Otan concordaram neste sábado em ajudar a financiar as forças de segurança do Afeganistão em cerca de 1 bilhão de dólares anuais, pelos próximos três anos, apesar do desgaste na opinião pública nos países ocidentais sobre o envolvimento no antigo conflito.

Os aliados, presentes em uma reunião de cúpula de dois dias na capital da Polônia, Varsóvia, também pressionaram os líderes afegãos a intensificarem o combate à corrupção, conduzirem reformas eleitorais e protegerem os direitos humanos, disse o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg.

A Otan está presente no Afeganistão desde 2003 e tem investido dezenas de bilhões de dólares para tentar estabilizar o país.

O agravamento do estado de segurança e um ressurgimento do Taliban forçou os aliados da Otan a mudar seus planos de reduzir drasticamente o número de soldados que mantém no Afeganistão, embora haja pouco ímpeto dos países ocidentais em prolongar seu envolvimento no país.

“Uma das grandes conquistas dessa reunião é que vamos disponibilizar agora 1 bilhão de dólares em compromissos que não são dos EUA”, disse Stoltenberg em uma coletiva de imprensa no segundo dia da cúpula em Varsóvia.

(Por Yeganeh Torbati e Robin Emmott)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos