Irã critica Merkel e manterá programa de mísseis com toda a força

DUBAI (Reuters) - O Irã vai manter seu programa de mísseis "com toda a força", afirmou um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores do país neste sábado, acrescentando que comentários críticos pela chanceler alemã, Angela Merkel, não ajudam.

Merkel afirmou ao parlamento alemão na quinta-feira que os lançamentos de mísseis promovidos pelo Irã neste ano foram inconsistentes com a resolução da Organização das Nações Unidas que exige que o país pare o trabalho em mísseis nucleares por até oito anos.

O ministro de Relações Exteriores do Irã, Bahram Qasemi, afirmou que os comentários de Merkel "não são construtivos" e não terão efeito sobre o programa, segundo informou a agência estatal de notícias Irna.

Reiterando a posição de Teerã de que os mísseis não foram projetados para transporte de armas nucleares, ele acrescentou: "O Irã vai continuar com força total seu programa de mísseis com base em seus planos defensivos e cálculos de segurança nacional."

Na sexta-feira, o Irã rejeitou um relatório "irrealista" do secretário das Nações Unidas, Ban Ki-moon, que considera os lançamentos de mísseis como inconsistentes com o acordo com as potenciais mundiais de reduzir atividade nuclear sensível em troca por alívio em sanções impostas contra o país.

"Eu creio que eles estão armando um golpe contra nós. Devemos ficar vigilantes", disse Qasemi segundo a agência de notícias iraniana Tasnim.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos