EUA irão enviar assessores para ajudar ofensiva do Exército do Iraque em Mosul, diz secretário

Por Yeganeh Torbati

BAGDÁ (Reuters) - Forças dos Estados Unidos irão enviar assessores militares e outros funcionários a um campo de aviação do Iraque recapturada do Estado Islâmico para ajudar militares locais a organizarem uma ofensiva contra Mosul, o maior bastião dos militantes no país, disse o secretário de Defesa dos EUA, Ashton Carter, antes de chegar a Bagdá nesta segunda-feira.

No sábado, forças do governo iraquiano disseram ter retomado o controle da base aérea de Qayara, com o apoio aéreo da coalizão liderada pelos norte-americanos.

"A tomada do campo de Qayara... terá sequência. Seu objetivo é criar um polo logístico ali, por isso haverá apoio logístico dos EUA", disse Carter aos repórteres.

O campo de aviação é "um dos polos a partir dos quais... forças de segurança iraquianas, acompanhadas e aconselhadas por nós de acordo com a necessidade, irão completar o cerco de Mosul no extremo sul", acrescentou.

A recaptura de Mosul, situada em meio a grandes rotas de suprimento que seguem mais para o norte rumo às fronteiras da Síria e da Turquia, seria um grande avanço para o governo do Iraque e para os planos dos EUA para enfraquecer o Estado Islâmico, que vem realizando e inspirando ataques no Ocidente.

Os militantes vêm recorrendo cada vez mais a ataques de estilo insurgente, entre eles um atentado a bomba em Bagdá na semana passada que deixou quase 300 mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos