Hillary recebe apoio de Sanders em demonstração de unidade do Partido Democrata

Por John Whitesides

PORTSMOUTH, EUA (Reuters) - O democrata Bernie Sanders endossou a candidatura da ex-rival Hillary Clinton para presidente dos Estados Unidos numa demonstração de unidade partidária nesta terça-feira, a descrevendo como a melhor candidata para consertar os problemas do país e derrotar o republicano Donald Trump nas eleições de 8 de novembro.

Com Hillary acenando positivamente a cabeça do lado dele, Sanders deixou para trás a disputa dura que os dois tiveram nas primárias e disse que ela iria assumir a luta para reduzir a desigualdade econômica, tornar a universidade mais acessível e ampliar a cobertura médica para todos os norte-americanos.

"Esta campanha é sobre as necessidades do povo norte-americano e sobre como lidar com a crise muito grave que nós enfrentamos. E não há dúvidas na minha mente, à medida que nos aproximamos de novembro, que Hillary Clinton é de longe a melhor candidata para fazer isso”, afirmou Sanders a um público barulhento, que contava com vários simpatizantes dele, em Portsmouth, em New Hampshire.

"Eu pretendo fazer tudo o que eu puder para assegurar que ela seja a próxima presidente dos Estados Unidos”, afirmou o senador por Vermont.

O endosso dele, cinco semanas depois de Hillary se tornar a escolhida em potencial para ser a candidata democrata a presidente, leva o mais destacado radical da ala liberal do partido para a campanha dela. Sanders dá a Hillary o seu apoio a menos de duas semanas da convenção nacional dos democratas na Filadélfia, onde ela deverá ser oficializada como candidata.

"Eu não posso me conter e não dizer o quanto esta eleição será mais desfrutável agora que nós estamos do mesmo lado”, disse Hillary em relação ao senador. “Obrigada, Bernie, pelo seu endosso, mas mais do que isso obrigada pela sua vida de luta contra a injustiça.”

Num comunicado, a campanha de Trump afirmou que Sanders fazia agora oficialmente parte do sistema viciado que ele criticara durante a sua longa batalha nas primárias contra Hillary.

"O endosso de Bernie se torna um exemplo no nosso sistema viciado. O Partido Democrata está marginalizando os seus eleitores para beneficiar poucos seletos e privilegiados”, declarou Stephen Miller, assessor de Trump.

Hillary espera que a aparição conjunta a ajude a conquistar os simpatizantes de Sanders, alguns dos quais levaram cartazes do senador para o ato e com frequência abafaram os apoiadores da candidata. Numa recente pesquisa Reuters/Ipsos, somente cerca de 40 por cento dos simpatizantes de Sanders disseram que apoiariam Hillary, e o público no comício desta terça-feira deixou claro que ela ainda tem trabalho a fazer.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos