Ministro francês da Economia fará 1º comício em meio a rumores de candidatura presidencial

Por Michel Rose

PARIS (Reuters) - O ministro da Economia da França, Emmanuel Macron, fará o primeiro comício de seu movimento político recém-lançado nesta terça-feira, uma demonstração de força que não ajudará a conter as especulações de que ele planeja concorrer a presidente.

O ex-banqueiro de investimento de 38 anos, que fundou o partido En Marche, ou Avante, em abril, está fazendo o país se indagar sobre suas ambições políticas, já que se recusa a confirmar ou negar se irá se candidatar à Presidência para a eleição do ano que vem.

O movimento que ele quer "nem de esquerda, nem de direita" poderia chacoalhar o panorama político francês, no qual legendas de centro-direita e centro-esquerda estão sendo pressionadas pela ascensão do partido de extrema-direita Frente Nacional.

No centro de conferências Mutualité, situado no Quartier Latin de Paris, local muito usado por figurões da esquerda para comícios, o ministro pró-reforma não irá declarar sua candidatura nem anunciar sua renúncia, esclareceu a porta-voz do En Marche à Reuters.

"Há muitos rumores, muitas dúvidas, é verdade, e muitas pessoas querem que ele saia como candidato já hoje", disse ela. "Mas ele irá explicar seu método e dizer por que deveríamos fazer um balanço e trabalhar em propostas antes de pensar em questões pessoais."

Mas um ministro, que conversou com a Reuters sob condição de anonimato, não está tão certo de que um dos políticos mais populares do país não irá aproveitar o comício, ao qual vários parlamentares devem comparecer, para revelar suas intenções.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos