May assumirá como premiê britânica com tarefa gigantesca de concretizar o Brexit

Por Estelle Shirbon e Kylie MacLellan

LONDRES (Reuters) - Theresa May vai assumir o cargo de primeira-ministra do Reino Unido no lugar de David Cameron nesta quarta-feira e formar um governo com as tarefas monumentais de separar seu país da União Europeia e unir uma nação dividida.

May, ministra do Interior durante seis anos, é vista por seus apoiadores como alguém de pulso firme para conduzir a nação pelo chamado Brexit, o processo desestabilizador de desfiliação do bloco, será a segunda mulher no posto desde Margaret Thatcher.

"Acho que ontem, na mesa do gabinete, o sentimento era que temos nossa Angela Merkel", disse Jeremy Hunt, ministro da Saúde da equipe de Cameron, que se reuniu pela última vez na terça-feira, em referência à chanceler da Alemanha.

Merkel será a contrapartida mais importante de May no continente durante o processo de desfiliação britânica da UE. As duas mulheres são famosas por sua firmeza, seu pragmatismo e sua disciplina.

O rompimento do Reino Unido com a UE abalou o bloco que passou a integrar 43 anos atrás e colocou décadas de integração europeia em marcha à ré.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos