UE quer melhor relação possível com Reino Unido após saída do bloco, diz Mogherini

PEQUIM (Reuters) - A União Europeia está torcendo pela transição mais suave e o melhor relacionamento possível com o Reino Unido após sua saída do bloco, disse a chefe de política externa da UE, Federica Mogherini, nesta quarta-feira.

A ministra do Interior britânica, Theresa May, vai assumir como primeira-ministra também nesta quarta-feira sucedendo David Cameron, que anunciou sua renúncia depois que os britânicos votaram no mês passado em um referendo que decidiu pela desfiliação do país da UE.

"Com certeza estamos perdendo muito, mas o Reino Unido está perdendo ainda mais", disse Mogherini durante uma visita a Pequim. "Está perdendo a possibilidade de se sentar ao redor de uma mesa e contribuir com o processo decisório dos 28 (países) como um todo."

Federica Mogherini disse não acreditar que a saída britânica irá levar mais nações a romperem com o bloco, mas que na verdade pode ter um efeito dissuasivo.

"O que vejo na reação da opinião pública em todo o mundo é a consciência do fato de que bater a porta não irá necessariamente resolver problemas. Pelo contrário, pode fazer a casa desabar", disse. Ela acrescentou ter esperanças de que o caos institucional no Reino Unido termine o mais breve possível.

      (Por Sue-Lin Wong e Megha Rajagopalan)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos