Coleção de arte particular de David Bowie será exibida e colocada à venda

LONDRES (Reuters) - A coleção de arte particular de David Bowie, que inclui obras de Henry Moore e Damien Hirst, será exibida ao público pela primeira vez antes de ir a leilão no final do ano, informou a casa de leilões Sotheby's nesta quinta-feira.

A "Bowie/Collector", venda em três partes que irá acontecer em novembro, contará com cerca de 400 itens da coleção pessoal do ícone pop, e se estima que irá "exceder as 10 milhões de libras esterlinas", disse a porta-voz da Sotheby's.

Bowie, que morreu em janeiro aos 69 anos, flertou com os mundos da música, moda, drama e arte durante cinco décadas, e ficou conhecido por algumas das canções mais inovadoras de sua geração. Mas seu lado de colecionador "era algo totalmente oculto dos olhos do público", afirmou a casa de leilões.

"Eclética, sem roteiro, sem alarde: a coleção de David Bowie oferece um vislumbre único do mundo pessoal de um dos maiores espíritos criativos do século 20", disse Oliver Barker, presidente da Sotheby's Europa, em um comunicado.

A coleção será exibida nas galerias da Sotheby's de Londres em novembro. Antes disso, a casa irá realizar prévias em todo o mundo.

(Por Marie-Louise Gumuchian)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos