Facebook tem pouco progresso em diversidade de raça e gênero

(Reuters) - Os funcionários do Facebook ainda são na maioria homens brancos ou asiáticos, uma vez que a maior rede social do mundo fez pouco progresso em contratar mão de obra um pouco mais diversa ao longe do último ano, disse a empresa nesta quinta-feira.

Os resultados do relatório anual de diversidade do Facebook refletem o progresso escasso feito pelos "pesos-pesados" do Vale do Silício em contratar mais mulheres e minorias.

No mês passado, o Google divulgou dados sobre diversidade, dizendo que tinha mais funcionários negros, latinos e mulheres do que em 2015, mas ainda atrás da meta de espelhar a população.

Mulheres representavam 33 por cento da mão de obra global do Facebook até 30 de junho, ante 32 por cento no ano anterior, mostrou o relatório. Mulheres detinham 27 por cento das funções de liderança sênior, acima dos 23 por cento no ano anterior. O Facebook disse que 3 por cento de sua liderança sênior é ocupada por negros, ante 2 por cento no ano anterior.

O Facebook está tomando diversas medidas para contratar mais trabalhadores de minorias, disse Maxine Williams, diretora global de diversidade, em um post de blog nesta quinta-feira.

(Por Yasmeen Abutaleb e Sai Sachin R)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos