Dólar cai 0,16% ante real em dia de poucos negócios, após dados dos EUA e da China

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em leve queda frente ao real nesta sexta-feira, em sessão marcada por poucos negócios e pelo foco no noticiário externo, com dados econômicos fortes na China e nos Estados Unidos e alguma cautela provocada pelo ataque na França na véspera.

O dólar recuou 0,16 por cento, a 3,2543 reais na venda, caindo pela quarta sessão consecutiva e fechando a semana com queda de 1,22 por cento.

O dólar futuro subia cerca de 0,11 por cento no fim desta tarde.

"A sessão foi calma, sem grandes movimentos. O noticiário foi misto e fez o dólar ficar girando sem direção forte durante a maior parte do dia", resumiu o operador da corretora Spinelli José Carlos Amado.

Pela manhã, foi divulgado que a economia chinesa cresceu um pouco mais do que o esperado no segundo trimestre, dando alguma força para a demanda por ativos de maior risco nos mercados globais.

O avanço de 0,6 por cento nas vendas no varejo nos Estados Unidos em junho também animou alguns investidores. No entanto, outros interpretaram que o dado pode abrir espaço para altas de juros no país neste ano, o que tende a pressionar mercados emergentes.

Operadores também preferiram evitar grandes apostas após o ataque de caminhão que deixou ao menos 84 pessoas mortas e dezenas de feridos na França na quinta-feira.

"Não há uma corrida clara por ativos de baixo risco, mas com certeza há motivo para prudência", afirmou o operador de uma corretora internacional.

A contínua atuação do Banco Central --que vendeu novamente nesta manhã 10 mil swaps reversos, contratos equivalentes a compra futura de dólares-- também limitou o espaço para quedas do dólar no Brasil.

No cenário local, a investidores mantiveram o otimismo com relação à perspectiva de implementação de medidas de ajuste fiscal, especialmente após a eleição do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) como presidente da Câmara dos Deputados.

(Edição de Patrícia Duarte)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos