Clérigo turco Gulen diz que presidente Erdogan forjou tentativa de golpe

SAYLORSBURG, Estados Unidos (Reuters) - O clérigo muçulmano turco Fethullah Gulen, que mora nos Estados Unidos e que é acusado pelo governo turco de ser homem por trás da tentativa frustrada de golpe, disse neste domingo que irá obedecer qualquer mandado de extradição dos EUA, mas afirmou que o presidente Tayyip Erdogan forjou o golpe de Estado.

"Eu não estou muito preocupado com o pedido de extradição", disse Gulen a jornalistas por meio de um tradutor, na Pensilvânia, Estado onde ele mora.

O governo da Turquia afirmou que está formulando um pedido de extradição do clérigo.

Os Estados Unidos responderam que irão avaliar qualquer pedido formal.

(Por Greg Savoy)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos