China vai estimular investimento privado e reduzir custos de financiamento, diz premiê

PEQUIM (Reuters) - O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, prometeu adotar mais medidas para incentivar o investimento privado e reduzir os custos de empréstimo para as empresas, informou a rádio estatal nesta terça-feira.

O governo vai usar uma política fiscal proativa para impulsionar o investimento e continuar a promover parcerias público-privadas em projetos de investimento, disse Li.

O gabinete apresentou medidas detalhadas, incluindo a ampliação dos canais de financiamento para as empresas e o estabelecimento de novos fundos acionários para sustentar o investimento e o crescimento econômico.

A economia chinesa cresceu ligeiramente mais rápido do que o esperado no segundo trimestre, mas o crescimento do investimento privado encolheu para uma mínima recorde, sugerindo uma fraqueza futura que poderia pressionar o governo a adotar mais medidas de suporte.

(Por Kevin Yao)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos