Comitê de educação da Turquia pede a renúncia de 1.577 reitores de universidade

ISTAMBUL (Reuters) - O Alto Comitê de Educação da Turquia ordenou a renúncia de 1.577 reitores em todas as universidades do país, informou a emissora estatal TRT, parte de um expurgo abrangente em dezenas de instituições públicas na esteira de um golpe de Estado fracassado.

As renúncias estão sendo exigidas tanto em universidades estatais quanto particulares, noticiou o TRT. O governo prometeu que todos aqueles por trás da intervenção militar malsucedida do dia 15 de julho irão pagar um preço alto depois que mais de 200 pessoas foram mortas.

Ao mesmo tempo, a agência estatal de notícias Anadolu informou que 399 funcionários do Ministério da Família e das Políticas Sociais foram destituídos de suas funções.

Milhares de outros pessoas foram suspensas de seus postos na polícia, nas Forças Armadas, no Ministério das Finanças e em outros cargos públicos.

(Por Birsen Altayli)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos