Dois integrantes da corte constitucional da Turquia são presos, diz NTV

ISTAMBUL (Reuters) - Dois integrantes da corte constitucional da Turquia foram presos nesta quarta-feira, informou a emissora privada NTV, em um momento em que o governo amplia o expurgo no judiciário, no serviço público, nas forças militares e na educação após um golpe fracassado no país.

Cerca de 60.000 soldados, policiais, juízes, funcionários públicos e professores foram suspensos, detidos ou estão sob investigação desde a tentativa de golpe, na sexta-feira, realizado por uma facção dentro das forças armadas.

Os dois membros da corte constitucional estão no grupo de 113 funcionários do Judiciário formalmente presos nesta quarta-feira, disse a NTV. Acusações formais também foram feitas contra um assessor do presidente Tayyip Erdogan, segundo a emissora.

O golpe fracassado e os expurgos que se seguiram têm abalado seriamente a Turquia, um país de quase 80 milhões de pessoas que faz fronteira com a Síria e é um aliado do Ocidente contra o Estado Islâmico.

(Reportagem de Seda Sezer e Ece Toksabay)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos