Em aniversário, EUA e Cuba citam progressos para aproximação maior entre países

HAVANA/WASHINGTON (Reuters) - Marcando o aniversário de um ano da retomada dos laços diplomáticos entre Estados Unidos e Cuba, os dois antigos adversários da Guerra Fria afirmaram nesta quarta-feira que estão trabalhando para aprofundar ainda mais a aproximação entre eles neste ano, à medida que o governo Obama se aproxima do fim.

Representantes dos EUA e de Cuba se encontrarão nesta semana em Havana para assinar um acordo sobre combate ao tráfico de drogas e terão novas negociações no fim deste mês em Washington sobre as reivindicações de propriedade que um país tem em relação ao outro, disse uma autoridade do Departamento de Estado norte-americano.

"Normalização é um processo de longo prazo, mas estamos progredindo de forma devagar e firme”, declarou a autoridade, que falou sob condição de anonimato, a jornalistas numa teleconferência.

Enquanto ainda há muito para ser feito, os vizinhos realizaram um progresso histórico ao estabelecerem laços mais próximos no último ano, iniciativa que os dois lados se esforçaram para destacar nesta quarta.

Eles reabriram as embaixadas há um ano depois de mais de cinco décadas de afastamento e desde então acordaram sobre temas de preocupação comum, como a retomada do serviço postal direto e voos comerciais dos EUA para Cuba.

(Por Sarah Marsh e Matt Spetalnick)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos