Grupo preso pela PF realizou atos preparatórios para atentado, diz ministro da Justiça

BRASÍLIA (Reuters) - Membros do grupo preso pela Polícia Federal nesta quinta-feira em uma operação de combate ao terrorismo já estavam realizando atos preparatórios para um possível atentado, incluindo treinamentos de artes marciais, armamentos e tiros, afirmou o ministro da Justiça, Alexandre Moraes.

O ministro acrescentou, em entrevista coletiva sobre a operação, que um dos suspeitos entrou em contato com site de armas clandestinas no Paraguai para a compra de fuzil AK47.

Foram presas 10 pessoas na operação contra a suposta célula terrorista, afirmou.

(Reportagem de Anthony Boadle)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos