Corpos de 14 pessoas são encontrados após o que foi chamado de execução na Líbia

BENGHAZI, Líbia (Reuters) - Corpos de 14 pessoas não identificadas com feridas de tiro na cabeça foram encontrados na cidade de Benghazi, no leste da Líbia, disse o representante de um hospital nesta sexta-feira.

O enviado das Nações Unidas à Líbia, Martin Kobler, disse que estava “chocado e desolado pela execução sumária”, a chamando de um crime de guerra e defendendo que os responsáveis sejam levados à Justiça.

Os corpos foram recuperados em Laithi, uma área que forças leais a Khalifa Haftar, comandante do leste, capturaram neste ano de uma aliança não muito firme entre islâmicos e outros opositores.

Autoridades militares das forças de Haftar se recusaram a comentar, dizendo que o incidente estava sob investigação.

Benghazi tem visto alguns dos piores episódios de violência do conflito esporádico que se desenvolveu depois que o líder líbio Muammar Gaddafi foi derrubado numa revolta em 2011.

Haftar está em campanha militar na região pelos últimos dois anos contra uma coalizão de grupos armados chamada Conselho Shura dos Revolucionários de Benghazi. As forças dele avançaram em diversas áreas nos últimos meses, mas não ganharam controle total da cidade.

A Anistia Internacional afirmou na quinta-feira que ataques aéreos das forças de Haftar estavam colocando em perigo a vida de muitos presos detidos em Benghazi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos