CPFL vê disputa por ativos da Eletrobras e onda de fusões e aquisições em energia

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - As primeiras medidas do governo interino do presidente Michel Temer têm melhorado o ambiente regulatório do setor elétrico, o que deverá movimentar o segmento com diversas operações de fusões e aquisições, afirmou nesta sexta-feira o presidente da CPFL Energia, André Dorf, que vê disputa também por ativos que a Eletrobras quer vender, caso a estatal consiga estabelecer um preço atrativo para as transações.

"Combinando a estabilidade regulatória e essa mudança de postura (do governo) abre uma avenida para outras discussões que são mais estratégicas para o setor, como a consolidação e as privatizações. Vai ter um ambiente favorável para atração de investidores estrangeiros... Até o início do ano, a questão regulatória travava... Agora começa a ter mais convergência de preços entre vendedor e comprador", afirmou Dorf, que assumiu a presidência da CPFL em 1 de julho.

(Edição de Gustavo Bonato)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos