Obama diz que visão pessimista de Trump não corresponde aos fatos

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta sexta-feira que a visão pessimista que Donald Trump apresentou no discurso em que foi oficializado como candidato presidencial republicano não se baseia em fatos.

Em uma coletiva de imprensa na Casa Branca depois de se reunir com seu homólogo mexicano, Enrique Peña Nieto, Obama debochou da fala de Trump, que retratou os EUA como um país sob cerco de imigrantes ilegais, militantes do Estado Islâmico e violência racial.

"Esta ideia de que a América está de alguma forma à beira do colapso, esta visão de violência e caos por todo lado, não bate realmente com a experiência da maioria das pessoas", disse Obama aos repórteres, sem mencionar Trump.

Obama disse que o índice de crimes violentos no país foi mais baixo durante seus sete anos e meio no cargo do que durante as últimas três ou quatro décadas, apesar de uma "subida" nos assassinatos em algumas cidades este ano e das polêmicas mortes de negros cometidas por policiais.

Obama afirmou que a taxa de imigração ilegal também diminuiu em comparação com décadas anteriores.

"Haverá visões diferentes sobre para onde deveríamos ir como país", disse, "mas não iremos tomar boas decisões baseados em medos que não se baseiam em fatos".

(Por Ayesha Rascoe e Roberta Rampton)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos