Ministro turco reclama de aliados por não visitarem Turquia após tentativa de golpe

ANCARA (Reuters) - Um ministro turco reclamou dos aliados ocidentais da Turquia neste sábado por não enviarem quaisquer representantes ao país para demonstrar solidariedade após uma tentativa fracassada de golpe, na semana passada.

Líderes ocidentais prometeram apoio à democracia turca desde a tentativa de golpe de 15 de julho, mas também expressaram preocupação sobre a escalada de punições contra apoiadores do golpe e pelas ações contra um clérigo muçulmano que mora nos Estados Unidos, o qual, segundo Ancara, estaria por traz do golpe.

“Estamos muito surpresos de que nossos aliados não vieram à Turquia para nos visitar após uma semana ter se passado”, disse a repórteres em Ancara Omur Celik, ministro para Assuntos da União Europeia. 

Celik acrescentou que a Otan precisa colaborar com a Turquia, uma referência, em parte, à luta contra militantes do Estado Islâmico nos vizinhos turcos --Iraque e Síria.

As Forças Armadas da Turquia são a segunda maior da Otan e o país negocia entrar para a União Europeia.

(Por Ercan Gurses)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos