Turquia terá em 10 dias dossiê para extradição de clérigo nos EUA, diz ministro

ISTAMBUL (Reuters) - A Turquia espera completar, dentro de 10 dias, um dossiê pedindo a extradição dos Estados Unidos do clérigo muçulmano Fethullah Gulen, acusado por Ancara de arquitetar uma fracassada tentativa de golpe, disse o ministro de Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, neste sábado.  

Cavusoglu disse à emissora NTV que a ligação entre soldados envolvidos na tentativa de golpe de 15 de julho e a extensa rede de seguidores de Gulen estava “muito clara”, acrescentando que a Turquia faria todo o possível “política e legalmente” para assegurar a extradição do recluso clérigo. 

Gulen, de 75 anos, nega qualquer envolvimento na tentativa de golpe. Os EUA dizem que a Turquia, um aliado na Otan, precisa fornecer provas claras do envolvimento de Gulen no golpe antes que possa extraditá-lo. Advogados dizem que o processo pode durar muitos anos. 

(Por Humeyra Pamuk)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos