Irã prende iraniano com dupla cidadania americana

DUBAI (Reuters) - O governo do Irã confirmou neste domingo a prisão de um americano-iraniano em visita ao país, o último em uma lista de prisões de cidadãos com dupla cidadania ocorridas no último ano.

Gholamhossein Mohseni Ejei, porta-voz do poder judiciário iraniano, confirmou a prisão, mas disse não saber quais seriam as acusações. "Essa pessoa foi presa em Gorgan, mas o julgamento será em Teerã", informou, de acordo com a agência de notícias semi-oficial Fars.

Não está claro se a pessoa presa é a Robin Reza Shahini, que foi preso no início de julho em Gorgan, de acordo com o jornal americano The Los Angeles Times.

Nos últimos nove meses, a Guarda Revolucionária Iraniana prendeu pelo menos seis iranianos com dupla nacionalidade, de acordo com familiares e amigos, o maior números dos últimos anos. O governo iraniano confirmou a maioria das prisões, mas sem dar detalhes sobre as acusações.

O governo do Irã não reconhece a dupla nacionalidade, o que impede as embaixadas de visitar os seus cidadãos detidos. Em março, o Departamento de Estado americano divulgou um aviso de que iranianos-americanos correm alto risco de detenção se viajarem ao Irã.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos