Colômbia declara fim de epidemia de Zika no país

BOGOTÁ (Reuters) - A epidemia de Zika vírus acabou oficialmente na Colômbia, disse o vice-ministro da Saúde do país nesta segunda-feira, 10 meses depois de a doença transmitida por mosquitos ter chegado à nação andina.

O Zika, que o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) diz poder causar microcefalia, uma má-formação cerebral, infectou quase 100 mil colombianos e deu origem a 21 casos de microcefalia.

A declaração da Colômbia foi feita depois de especialistas britânicos terem dito neste mês que o surto levará de dois a três anos para se exaurir.

    O vice-ministro Fernando Ruiz disse aos jornalistas que o número de infecções vem diminuindo para 600 casos por semana, embora o comunicado não signifique o fim das infecções.

    "Podemos declarar que a epidemia terminou. A Colômbia é o primeiro país do continente americano a declarar o fim da epidemia", disse Ruiz.

    Embora especialistas afirmem que cerca de 80 por cento das pessoas infectadas pelo vírus não apresentem sintomas, Ruiz disse que as infecções assintomáticas deveriam estar se reduzindo no mesmo ritmo das sintomáticas, acrescentando que provavelmente há infecções que não estão sendo relatadas.

(Por Julia Symmes Cobb)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos