Divisão ameaça convenção democrata para formalizar candidatura de Hillary

Por John Whitesides

FILADÉLFIA (Reuters) - Os democratas norte-americanos abrem uma convenção de quatro dias nesta segunda-feira para nomear formalmente Hillary Clinton como sua candidata à Casa Branca, em meio ao furor provocado por um constrangedor vazamento de e-mails que ameaça descarrilar o que esperavam ser uma mensagem de unidade do partido.

A chefe do Comitê Nacional do Partido Democrata (DNC, na sigla em inglês), Debbie Wasserman Schultz, renunciou no domingo, com efeito após o fim da convenção, após mais de 19 mil emails do DNC terem mostrado que representantes partidários trabalharam para sabotar a campanha presidencial do principal rival de Hillary na legenda, o senador Bernie Sanders.

A revelação irritou apoiadores de Sanders e complicou os planos dos democratas de retratar a imagem da convenção como um evento sem dramas, ao contrário do volátil Donald Trump, que foi formalmente nomeado candidato à Presidência dos EUA em uma caótica convenção do Partido Republicano, em Cleveland, na semana passada. 

O episódio também lançou uma sombra sobre as preparações na Filadélfia para a indicação de Hillary como nomeada para enfrentar Trump nas eleições presidenciais de 8 de novembro. A ex-primeira-dama, ex-senadora e ex-secretária de Estado será a primeira mulher indicada à Presidência por um grande partido político norte-americano.

A troca de emails vazados pelo website WikiLeaks na sexta-feira revelou que representantes do DNC exploraram maneiras para minar Sanders, incluindo levantar questões sobre se o parlamentar do Estado de Vermont, que é judeu, era na verdade um ateu. 

Apoiadores de Sanders já estavam decepcionados que Hillary tenha deixado de lado alguns dos favoritos dos eleitores mais liberais, como a senadora norte-americana Elizabeth Warren, de Massachusetts, e selecionado o moderado senador Tim Kaine, da Virgínia, como candidato a vice-presidente. 

“Você não pode atropelar pessoas e esperar que elas se levantem sorrindo”, disse James Zogby, um apoiador de Sanders e presidente do Instituto Árabe-Americano.

(Reportagem adicional de Jonathan Allen)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos