Torben Grael é o mais cotado para acender pira olímpica na Rio 2016, dizem fontes

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ex-iatista Torben Grael, dono de cinco medalhas olímpicas, é o mais cotado para acender a pira olímpica na cerimônia de abertura dos Jogos Rio 2016, no emblemático estádio do Maracanã, disseram à Reuters duas fontes próximas ao evento nesta quarta-feira.

A revelação de quem acende a pira olímpica é um dos momentos mais aguardados da abertura dos Jogos, e a cerimônia do Rio de Janeiro, em 5 de agosto, deve ser vista por mais de 6 bilhões de pessoas em todo o mundo.

“O esporte brasileiro tem grandes nomes, tem que ser um nome que represente o Brasil para o mundo e o Torben tem essa característica”, disse uma fonte, sob condição de anonimato.

O segredo do nome é guardado a sete chaves pela organização do evento, que chegou a ter na lista de cotados nomes como Pelé e o ex-tenista Gustavo Kuerten.

“O leque estava aberto, mas surgiram algumas situações. O Guga vai ser comentarista de uma emissora e o Pelé, por conta da cirurgia no quadril, já participou da cerimônia olímpica ao segurar a tocha em seu Museu em Santos. O Torben é um grande nome”, declarou uma segunda fonte.

Procurado pela Reuters, Torben Grael não confirmou o convite, mas revelou que seria uma grande honra participar de um momento tão especial.

“Vamos esperar a confirmação disso. Vamos aguardar os acontecimentos”, disse ele por telefone. “Mas acender a pira seria com certeza um reconhecimento muito bacana”, acrescentou.

Torben, que será técnico da equipe de vela do Brasil na Olimpíada do Rio, é um dos atletas olímpicos mais vitoriosos do país, ao lado de Robert Scheidt, também da vela, com cinco medalhas em Jogos cada um. Ambos têm dois ouros, mas Scheidt possui duas pratas, enquanto Torben ganhou dois bronzes.

Torben Grael conquistou quatro medalhas na classe star --ouro em Atenas-2004 e Atlanta-1996 e bronze em Seul-1988 e Sydney-2000-- e uma prata na classe Soling, em Los Angeles-1984.

Questionado sobre a possibilidade de Torben ser homenageado na Olimpíada, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, disse que seria uma boa escolha mas “jurava que não sabia quem seria escolhido porque a escolha não passava pela prefeitura”.

Nesta quarta-feira, a tocha olímpica chegou ao Estado do Rio de Janeiro, depois de percorrer diversas cidades brasileiras. Agora, ela passa por municípios fluminenses até chegar ao Maracanã no dia 5 de agosto para a cerimônia de abertura.

A cidade terá pela primeira vez na história dos Jogos duas piras olímpicas. Uma delas vai ficar no Maracanã e outra na Praça Mauá, no centro. Por recomendação do Comitê Olímpico Internacional (COI), as duas não ficarão acesas ao mesmo tempo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos