Num país receoso com imigrantes, papa diz a poloneses para acolherem refugiados

CRACÓVIA, Polônia (Reuters) - O papa Francisco pediu aos jovens nesta quinta-feira para acolher os imigrantes e refugiados, contrastando de forma direta com o governo polonês no seu segundo dia de visita ao país.

O papa falou para mais de 600 mil jovens reunidos na cidade de Cracóvia para o Dia Mundial da Juventude, um evento festivo que na verdade dura seis dias e tem sido chamado de “Woodstock Católico”.

Depois de assistir a performances de vários lugares do mundo, ele pediu aos jovens em discurso para deixar as suas zonas de conforto e estarem prontos para acolher os necessitados.

"Um coração misericordioso é capaz de ser um lugar de refúgio para aqueles que estão sem casa ou que perderam as suas casas. Um coração misericordioso é capaz de construir um lar e uma família para aqueles obrigados a migrar. Ele conhece o significado de ternura e compaixão”, declarou ele.

"Um coração misericordioso se abre para acolher refugiados e imigrantes”, afirmou o papa aos jovens reunidos num grande campo perto do centro da cidade.

Apesar de ser influenciado por valores cristãos, o governo conservador do partido polonês Lei e Justiça discorda do papa sobre o tema dos refugiados e se opõe a cotas obrigatórias da União Europeia para os que buscam asilo.

(Por Philip Pullella e Wojciech Zurawski)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos